domingo, 24 de Agosto de 2008

John Almeida

O VERÃO ACABOU
por John Almeida

Passei o Verão numa espécie de luto. Agradavelmente afogado nas minhas mágoas, num prazer privado de sofrer.

Na minha imaginação, liderava um cortejo fúnebre infinito, desfilando pelas avenidas e praias repletas de gente que sorria e que vivia uma vida melhor do que a minha.

Com esta disposição miserável, arrastei-me pelo Verão como se nada nele fosse verdadeiro: nem o sol, nem o calor, nem a cidade. Consegui que o meu pequeno mundo se tornasse num universo, expansível e denso.

Todos os dias me sentava no mesmo bar, na praia; uma monstruosidade de vidro e metal, que cheirava a protector solar e a café queimado. Todos os que me rodeavam pareciam estar noutro plano de existência, envoltos numa névoa, como se fossem ilusões de óptica. Gente morena, seminua, conversadora, e profundamente irritante. (...)

Este conto continua na edição impressa do número 26 da Revista 365.

John Almeida nasceu em Londres em 1973. É formado em argumentismo pela Vancouver Film School. É escritor, argumentista e músico na banda LittleFriend.